• 1
    O QUE É O HERPES LABIAL?
  • 2
    FASES DO HERPES LABIAL
  • 3
    QUAIS OS FACTORES DESEN...
  • 4
    NÃO ACREDITE EM TUDO O...

O QUE É O HERPES LABIAL?

O QUE É O HERPES LABIAL?

O herpes labial é uma doença infecciosa provocada pelo vírus Herpes Simplex tipo I, HSV-1. O vírus permanece em estado latente, até que se reactive e se desencadeie um episódio. Um episódio de herpes labial costuma durar cerca de 10 dias, começando por uma sensação de inchaço e terminando no desaparecimento da ferida.

O herpes labial é causado pelo vírus do Herpes simplex tipo 1. A maioria dos adultos esteve exposta ao vírus, e a infecção inicial teve normalmente lugar na infância, provavelmente depois de se receber um beijo ou de partilhar um copo de uma pessoa que tinha a infecção. O herpes labial só se activa em cerca de um terço dos adultos, por numerosos factores da vida quotidiana, tais como a radiação solar, uma constipação ou uma gripe

FASES DO HERPES LABIAL

O herpes labial manifesta-se em 6 fases, do aparecimento de uma ligeira sensação de inchaço até ao desaparecimento final da ferida. Normalmente, dura aproximadamente 10 dias, dependendo de pessoa para pessoa.

Fase 1. Fase do Formigueiro
Fase 2. Fase do Inchaço e Vermelhidão (Eritema)
Fase 3. Fase Vesícula
Fase 4. Fase Úlcera
Fase 5. Fase da Crosta
Fase 6. Fase da Cicatrização

1. Fase do Formigueiro

Antes do aparecimento de qualquer sinal visível poderá sentir um formigueiro, ardor, inchaço ou comichão na pele. Muitas vezes chamada de "fase formigueiro" pode durar desde algumas horas até alguns dias. Esta fase caracteriza-se por uma sensação desconfortável de ardor e comichão à volta da área afetada pelo vírus e é vivida apenas em 40% a 60% das recorrências. É o momento ideal para iniciar o tratamento clinicamente comprovado Zoviduo.

2. Fase do Inchaço e Vermelhidão (Eritema)

Nesta fase, forma-se uma área inchada e vermelha e seguidamente uma elevação circunscrita da pele chamada de pápula. Não é tarde demais para começar a aplicar ZOVIDUO. A sua fórmula de ação dupla dá-lhe uma uma maior probabilidade de parar o vírus e evitar o aparecimento da ferida (lesão ulcerativa).

3. Fase Vesícula

Esta fase manifesta-se por pequenas vesículas (ou uma única vesícula grande) rodeadas por vermelhidão. Esta fase pode ser muito dolorosa e contém milhões de vírus, altamente infeciosos em contacto. Siga as instruções contidas no rótulo e, se necessário, continue a usar ZOVIDUO ou ZOVIRAX para limitar a replicação do vírus e acelerar a cicatrização da ferida.

4. Fase Úlcera

É nesta fase que a vesícula rebenta, formando uma úlcera que é dolorosa, provocando comichão e, frequentemente, abre fissuras e sangra. Siga as instruções contidas no rótulo e, se necessário, continue a usar ZOVIDUO ou ZOVIRAX para limitar a replicação do vírus e acelerar a cicatrização da ferida. Pode também aplicar Zoviprotect para cuidar e proteger a sua ferida do herpes labial quando não estiver a usar o creme.

5. Fase da Crosta

Assim que as vesículas secam, cria-se a crosta, que pode abrir e sangrar. Siga as instruções contidas no rótulo e se apropriado continue a usar ZOVIDUO ou ZOVIRAX. Aplique Zoviprotect para proteger a ferida enquanto ela cura.

6. Fase da Cicatrização

A última fase é o processo de cicatrização. As crostas desaparecem e a ferida fica sarada. Use ZOVIPROTECT se precisar de proteger e esconder a sua ferida enquanto a pele volta ao seu estado normal.

QUAIS OS FACTORES DESENCADEANTES DO HERPES LABIAL?

Se descobrir o que desencadeia os seus episódios de herpes labial, pode pelo menos estar preparado. Lembre-se, os factores que promovem o seu aparecimento variam de pessoa para pessoa mas há seis factores comuns que podem causar episódios de herpes labial. Leia mais para saber quais são e o que pode fazer para tentar evitar esses episódios.

Stress, cansaço e doença

Stress, cansaço ou doença podem desafiar o seu sistema imunitário e torná-lo mais vulnerável a episódios de herpes labial. No mundo agitado de hoje, sentir-se "cansado" pode dar vantagem ao herpes labial. Então relaxe. Faça exercício. Durma. Dê ao seu sistema imunitário uma oportunidade de lutar.

Raios UV

Demasiada exposição solar sem a proteção adequada pode danificar a sua pele e levar ao aparecimento do herpes labial. Defenda-se da exposição solar. Protega-se com um bom protetor solar, um chapéu de abas largas e um guarda-sol.

Hormonas

Nas mulheres, as alterações hormonais que ocorrem durante o ciclo menstrual podem provocar episódios de herpes labial. Preste atenção ao seu próprio ciclo hormonal para conseguir gerir o stress. E lute contra os episódios, mantendo um tubo de Zovirax acessível quando sentir que suas hormonas poderão desencadear um episódio.

O Clima

Baixas temperaturas, ar seco ou vento secam os seus lábios e tornam-os mais vulneráveis. Proteja-se do frio. Use um lenço ou puxe para cima a gola alta para evitar a exposição ao frio. Use também um protetor labial para proteger seus lábios.

Febre, constipação e gripe

Febre, constipação ou gripe pode deixá-lo em baixo e na defensiva contra um episódio de herpes labial. Quando sentir que está a ficar resfriado, com febre ou com gripe, ouça os especialistas e descanse bastante e ingira bastantes líquidos. E certifique-se que tem o seu creme Zovirax ou Zoviduo pronto a usar!

Lesões Bucais

Lesões na boca ou nos lábios, ou mesmo procedimentos odontológicos, podem provocar episódios de herpes labial. Poderá ser uma lesão, poderá ser um procedimento odontológico que magoa uma área mais sensível ao redor de sua boca. Se este é um dos seus factores desencadeantes, faça do seu dentista um aliado e una forças para minimizar o trauma.

NÃO ACREDITE EM TUDO O QUE LHE DIZEM SOBRE O HERPES LABIAL

Aqui estão alguns dos mitos mais comuns - e os factos reais.

Mito: O gelo ajuda a curar as feridas mais rápido

Facto: Para algumas pessoas, colocar gelo na ferida pode proporcionar um alívio temporário, e reduzir a vermelhidão e inchaço. No entanto, o gelo não impede que o vírus do herpes se reproduza nem reduz o tempo de cura.

Mito: Não há nenhuma forma de encurtar o tempo de cicatrização de uma ferida do herpes labial

Facto: Cremes antivirais clinicamente comprovados como o ZOVIDUO e ZOVIRAX podem encurtar o tempo de cicatrização do herpes labial. ZOVIDUO ajuda a prevenir o aparecimento da ferida do herpes labial (lesão ulcerativa).

Mito: Apenas as pessoas descuidadas com a higiene apanham o herpes labial

Facto: Qualquer pessoa pode apanhar o herpes labial. A maior parte das pessoas foi infetada pelo vírus em algum momento da sua vida. Felizmente, apenas algumas dessas pessoas irão manifestar o herpes labial. Não existe uma explicação clara para que algumas pessoas vivam a vida inteira com o vírus (são portadoras), sem apresentaram um único episódio e outras, sofram de episódios frequentes. Também pode utilizar Zoviprotect que favorece a cicatrização do herpes e o seu efeito protector reduz o risco de contágio.

Mito: Ingredientes como cânfora, mentol e fenol podem curar o herpes labial

Facto: Embora os bálsamos labiais comuns possam acalmar ou hidratar o herpes labial, estes não estão clinicamente comprovados para a sua cura. ZOVIDUO e ZOVIRAX são dois cremes antivirais clinicamente comprovados que tratam o herpes labial e aceleram a sua cicatrização. ZOVIDUO está clinicamente comprovado que ajuda a travar o desenvolvimento do herpes em ferida.”

Mito: Sacos de chá humedecidos curam as feridas

Facto: Deite fora os sacos, desculpe não há nenhuma evidência de que o chá vai ajudar a curar o herpes labial. Contrariamente, ZOVIDUO e ZOVIRAX são dois cremes antivirais clinicamente comprovados que tratam o herpes labial e aceleram a sua cicatrização. ZOVIDUO é um creme clinicamente comprovado que ajuda a travar o desenvolvimento do herpes em ferida.

Mito: O herpes labial e o herpes genital são provocados pelo mesmo vírus.

Facto: O herpes labial é causado pelo vírus herpes simplex 1 (HSV- 1). O herpes genital é causado pelo vírus herpes simplex 2 (HSV 2). 90% das pessoas são portadoras de HSV-1. HSV-1 ou "vírus do herpes labial", é altamente contagioso e pode ser facilmente transmitido de pessoa para pessoa pelo contato próximo e/ou direto. Depois de contraído, o vírus permanece dormente (inativo) na maior parte do tempo. No entanto, de vez em quando, o vírus pode ser ativado por certos factores desencadeantes, resultando num episódio de herpes labial. Esses factores desencadeantes variam de pessoa para pessoa, mas podem incluir fadiga, uma lesão na área afetada e, em mulheres, os períodos menstruais. Para além destes, os raios do sol, o vento e o frio podem ativar o vírus e provocar um episódio de herpes labial. Em casos raros, o herpes labial também pode ser causado pelo vírus herpes simplex tipo 2 (HSV - 2). Isso pode ser resultado de ter sexo oral com alguém que tem herpes genital (onde bolhas dolorosas se desenvolvem sobre e em torno dos órgãos genitais). Algumas pessoas têm frequentemente episódios de herpes labial (cerca de duas ou três vezes por ano), enquanto outras têm um e nunca mais voltam a ter. Algumas pessoas nunca chegam a ficar afetadas porque o vírus nunca se torna ativo.

X
X